Ouvindo Billie Holiday

Ouvindo Billie Holiday

Deixar a moto na garagem e sair de carro é a opção, única no dia de hoje, não menos apreciada dependendo, como sempre, da boa música e do que a gente tem na cabeça.

Mas a ideia é, basicamente, ir para fora da cidade sem correria, olhar para todos os lados e registrar, sem muito olhar o relógio.
Então, um fim de tarde quase frio – verdadeira ilha de refresco nestes dias -, sempre será também cheio de atrações para olhos dispostos a achá-las.

Na saída de casa, a gente passa a mão quase distraída num cd comprado há uns meses, meio esquecido e levamos Billie Holiday para cantar para nós sob a chuva, enquanto a câmera repete na tela as imagens dos verdes molhados quase anoitecidos.

Ouvir as grandes cantoras, aquelas que cantam com a alma e as vísceras, descobrir os soluços de Bille, senti-la sorrir, derramada, é como encontrar novas Elis, outras músicas, outras modulações… E é inevitável lembrar dessas mulheres que o mundo conhece bem e que podem ter nascido em qualquer parte. E recitá-las… imaginando no céu duetos de Billie e Amy, de Ella e Elis, de Piaf e Callas, de Cássia e Janis, de Dalva e Nina…

Posted by Márcia Valle on 2014-12-13 22:45:09

Tagged: , Bicas , Primavera , Spring , Rain , Chuva , Minas Gerais , Brasil , Brazil , Márcia Valle , Nikon , D5100 , Nikor 70-300 mm , Interior , Rainy day , Afternoon , Tarde , Entardecer , Nature , Natureza , Verde , Green , Portress

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Shopping cart